Módulo – Introdução à Psicopatologia da Depressão

Para Pierre Fédida, o estado deprimido revelaria em negativo o que denominamos vida psíquica, exatamente na sua ausência. Fédida considera relevante pensar este estado, como possibilidade do vivente colocar-se em estado de conservação sob forma inanimada. A psicoterapia analítica busca a reanimação desse vivente psíquico inanimado, restituindo-lhe a capacidade depressiva e sua criatividade psíquica.

 

 

Coordenação: Clara Akiko (Psicanalista Membro Fundador da Formação Freudiana).
Horário: Terça-feira, das 13h30 às 15h (semanal).
Local: Rua Visconde de Pirajá, 111 sala 213 – Ipanema.

Módulo – Metapsicologia III

Acerca da Sexualidade Infantil Freud declara em “Contribuição à História do Movimento Psicanalítico” (1914) que “Quanto mais avançávamos na observação das crianças, tanto mais evidente se tornavam os fatos, e também tanto mais estranho que tivesse havido tanto empenho em ignorá-los”. Tal declaração do mestre nos adverte que a psicanálise é uma construção clínica e teórica rigorosa que, no entanto, imprescinde do inconsciente do psicanalista na sua produção e exercício; sob pena, da psicanálise se constituir “de forma arbitrária ou atendendo a considerações de fora, e (correr) o perigo de se tornar inadequada para o âmbito em que se deseja aplicá-la”. (Freud 1914, pag. 262). Assim, Freud, ao tratar dos conceitos de Resistência e Transferência, nāo o faz sem considerar as mesmas no psicanalista. A psicanálise não se constitui protegida das forças com as quais lida; ao contrário, é antes produto destas forças e neste campo, distante das certezas, se obriga ao enfrentamento de sua validade para a clínica que constitui. Nosso convite para o curso “História do Movimento Psicanalítico” é de acompanharmos o trabalho freudiano “Contribuições à História do Movimento Psicanalítico” (1914. Ed. Cia das Letras ou 1914 Standart Edition) seguindo com ele pelos caminhos que pudermos produzir. Até lá!!
 
 
Coordenação: Alexandre Costa (Membro Titular da Formação Freudiana).
Horário: Terças-feiras, das 15h às 16h30 (semanal).
Local: Rua Visconde de Pirajá, 111 sala 213 – Ipanema.

 

Módulo e Curso – Estudando Freud: Sobre a sexualidade feminina

Coordenação: Dra. Luiza Atalia Fontes
Continue lendo ->

Módulo – Mobilização Clínica II

A Mobilização Clinica inaugura a possibilidade de um tipo de experimentação compartilhada, criando um lugar de ressonância daquilo que pode ser experimentado num processo analítico. O valor dessa experiência está na força desses encontros produtores de figurações transferenciais e de suas considerações teóricas.
A dinâmica das mobilizações clinicas difere das narrativas de casos clínicos levados à supervisão, pois a ideia de fragmento já trás implícito o caráter parcial que se quer privilegiar. A ênfase está em considerar a multiplicidade de interpretações que emergem neste contexto, sem que necessariamente substitua as supervisões, ao contrário, complementa.

 

 

Coordenação: Dra. Atalia Fontes (Psicanalista Titular da Formação Freudiana), Clara Kishida (Psicanalista Membro Fundador da Formação Freudiana) e Virginia Portas (Psicanalista Titular da Formação Freudiana).
Horário: Terça-feira, das 9h às 10h30 min (semanal).
Local: Rua Visconde de Pirajá, 111 sala 213 – Ipanema.

Nossa Página no Facebook

Telefones:
Barra {21} 3149 3375
Ipanema {21} 2266 3300

Barra da Tijuca
Av .das Américas , 500 / Bloco 21 / loja 143.
Downtown

Ipanema
Rua Visconde de Pirajá, 111/ sala 213.

 

Desenvolvido por O Tao do site